Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘bolo’

A cuca é um bolo típico alemão coberto com uma farofa doce, e recheado com frutas. A receita combina com sua noite de Natal, e fará sucesso em sua ceia. Por isso, hoje, antevéspera de Natal, Cuisinez Fácil apresenta uma receita que na certa fará sucesso na sua mesa natalina. Sirva panetone, pavê, bombons, trufas e, também, uma deliciosa Cuca de Maçã. Papel e caneta na mão.

Vive la bonne cuisine et Joyeux Nöel!!

iu

Imagem: Joannes Lemos

Cuca de Maçã: uma boa pedida para a noite de Natal



Tire da despensa:

Para a torta:

– 1 xícara de açúcar
– 4 colheres de sopa de margarina
– 3 ovos com clara e gema separadas
– 2 xícaras de farinha de trigo
– 1 colher de sopa de amido de milho
– 1 colher de café de fermento
– 1/2 xícara de leite
– 1 pitada de sal
– raspas de 1 limão
– 2 colheres de sopa de suco de limão
– 2 maçãs gala com casca e sem o miolo

Para a farofa:

– 2 colheres de sopa de margarina
– 1/2 xícara de açúcar
– 3 colheres de sopa bem cheias de farinha de trigo
– canela

Mão na Massa:

Misture o açúcar, as gemas, as raspas de limão e a margarina e mexe até ficar um creme bem clarinho. Depois acrescente o leite, a farinha, o amido de milho e uma pitada de sal.

O fermento e as claras em neve vão por último. Se você for desenformar a cuca – o que eu aconselho, pois fica bonita – é melhor utilizar uma forma de fundo removível. Se não for desenformar, use uma forma qualquer. E todas as vezes que colocar a massa de bolo na forma dá uma mexidinha pra distribuir a massa e não ficar toda torta.

Para fazer a farofa misture a farinha, o açúcar, a canela e a margarina. Amasse tudo com a ponta dos dedos pra ficar bem soltinha.

Fatie as maçãs bem finas e regue-as com o suco de limão. Além de dar sabor ele deixa a fruta com uma cor mais bonita.

Essa mistura é colocada em cima da massa e depois coberta pela farofa. Leve a cuca de maçã natalina ao forno pré-aquecido a 180 graus, por aproximadamente 45 minutos. Retire e está pronta para servir.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

Claras em neve – separe cuidadosamente as claras das gemas. Se observar um pedacinho amarelo sequer entre as gemas tente retirar, pois pode atrapalhar a chegar no ponto de neve. Uma dica é separar uma clara por vez em uma xícara, transferindo em seguida para a vasilha onde vai batê-las. Bata com o batedor de arame num ritmo rápido mas não muito intenso, de modo que permita que as claras recebam ar. Bata em ritmo circular e vertical, ou seja, girando em movimento de cima para baixo.

Dica:

Para acompanhar a Cuca de Maçã uma dica é servir com um chá verde bem quente.

Curiosidades:

A maçã tem origem nos países da Ásia central e ocidental. Chamada por muitos de “fruto proibido” – tudo por causa da desobediência de Eva – a maçã contabiliza mais de 7,5 mil espécies. Este alimento, responsável por ajudar a manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis, apelidou uma das maiores cidades do mundo, Nova York, conhecida como a Big Apple (Grande Maçã). A alcunha veio nos primeiros anos do século XX, quando a cidade era considerada “o fruto mais suculento” dos Estados Unidos.

Faça também:

CUISINEZ FÁCIL: Palha Italiana

Anúncios

Read Full Post »

Um bolinho no café da manhã ou da tarde sempre cai bem, não é mesmo? Também é sempre bom levar um pedaço desta delícia para alguns compromissos onde a falta de tempo impera. O bolo de cenoura tradicional não tem complicação nenhuma, e é por isso que hoje Cuisinez Fácil traz esta receita pra você.

Esta é uma receita clássica seguida por algumas confeitarias. Outras, no entanto, fazem de um modo um pouco diferente. O resultado final é um bolo fofinho e levemente alaranjado, com uma deliciosa cobertura de ganache de chocolate. Não deixe de fazer.

Vive la bonne cuisine!

joa

Imagem: Joannes Lemos

Bolo de Cenoura: seu café da manhã ou da tarde agradece


Tire da despensa:

4 ovos

3 xícaras (chá) de açúcar

3 cenouras raladas

1 xícara (chá) de óleo

3 xícaras (chá) de farinha de trigo

1 colher (sopa) de fermento em pó

 

Para a cobertura:

100g de chocolate meio-amargo picado

1/2 caixinha de creme de leite

 

Mão na Massa:

Rale as cenouras e bata-as no liquidificador junto com os ovos, o açúcar e o óleo. Transfira para outro recipiente, incorporando aos poucos a farinha de trigo. Finalmente adicione o fermento em pó e mexa mais um pouco. Transfira para uma forma redonda com furo no centro (ou outra de sua preferência), untada e enfarinhada somente nos fundos. Asse em forno pré-aquecido à 18oºC por cerca de 50 minutos (mas este tempo pode chegar a 1 hora, dependendo do forno). Depois de assado espere esfriar para desenformar.

Enquanto isso, faça a ganache de chocolate. Derreta o chocolate em banho-maria ou micro-ondas. Depois de derretido adicione o creme de leite e mexa bem para incorporar. Desenforme o bolo, coloque este creme por cima e sirva.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

  • Untar a forma – esse processo é necessário para evitar que o alimento grude no fundo da forma. Para untar passe manteiga em todo o fundo. Para ajudar ainda mais e evitar que o alimento grude, polvilhe farinha de trigo por cima da manteiga, formando uma leve camada. Outra sugestão é colocar papel-manteiga por cima da camada de manteiga. O bolo sai perfeito.

Dica:

Se não quiser colocar a cobertura de chocolate no bolo você pode polvilhar açúcar refinado, ou então açúcar de confeiteiro, caso tenha em sua despensa.

Curiosidades:

Não existem registros precisos sobre a data exata do surgimento do bolo de cenoura. No entanto, na Idade Média, quando o açúcar estava pela hora da morte – afinal era um artigo de luxo, e só a high society tinha acesso – as cenouras eram utilizadas com frequência em bolos e outros doces por ter alto teor de açúcar. Na Segunda Guerra Mundial aconteceu o mesmo, sendo a cenoura muito utilizada por causa da escassez de açúcar.

Read Full Post »

De repente, a campainha da sua casa toca. Você recebe visitas de surpresa em sua casa e não sabe o que servir – como manda as regras da boa recepção. Nada de servir biscoito de água e sal aos visitantes. Hoje Cuisinez Fácil traz uma receitinha simples que pode ser feita com muita rapidez.

O Bolo Salgado é um ótimo aperitivo para o lanche da tarde ou para aquela boquinha do fim de noite. Combina com vários tipos de bebida: sucos, refrigerantes e, é claro, até com uma cervejinha. E um dos grandes baratos desta receita é que, provavelmente, você terá todos os ingredientes em sua casa, porque são elementos que usamos quase que no dia-a-dia.

Também é uma boa pedida para ser servido como aperitivo antes de um jantar, por exemplo.

Vive la bonne cuisine!

joa

Imagem: Joannes Lemos

Bolo Salgado: um aperitivo fácil e barato de fazer


Tire da despensa:

2 ovos

1 xícara (chá) de leite – 240ml

½ xícara (chá) de queijo ralado

½ xícara (chá) de amido de milho (a famosa Maizena) – 120g

½ xícara (chá) de farinha de trigo – 60g

1 colher (sopa) de manteiga

½ xícara (chá) de azeite ou óleo de cozinha

1 colher (sopa) rasa de fermento em pó (o famoso pó Royal)

Mão na Massa:

No liquidificador, coloque os ovos, o leite, o amido de milho, o trigo, a manteiga, o azeite (ou óleo de cozinha) e bata bastante. Em seguida, coloque o fermento em pó e bata mais um pouco. Despeje metade da massa em uma forma untada, coloque o recheio de sua preferência no meio e despeje por cima a outra metade da massa para cobrir. Jogue por cima o queijo ralado. Asse em forno pré-aquecido a 180° por 40-45 minutos (o tempo varia de um forno para outro).

Dica de recheios:

Carne moída: coloque óleo em uma panela – o suficiente para ver que lambuzou o fundo – e doure rapidamente em fogo baixo meia cebola picadinha, tomando cuidado para não queimar. Junte 300g de carne moída e descongelada e dê uma refogada até ela ganhar uma leve cor marrom. Misture meio tomate e ¼ de pimentão verde – ambos já picadinhos – e deixe-os amolecer um pouco. Use uma pitada de sal ou então um tempero pronto próprio para carnes (pode ser Sazon).

Frango: em uma panela com água fervendo coloque um peito de frango (mais ou menos 300g) e deixe cozinhar por uns 15 minutos. Retire da panela e, depois que esfriar, desfie. Coloque óleo em uma panela – o suficiente para ver que lambuzou o fundo – e refogue rapidamente em fogo baixo meia cebola picadinha, tomando cuidado para não queimar. Junte o frango e mexa. Coloque um tomate picado e deixe refogar um pouco. Se gostar, pode misturar três colheres de sopa de milho verde e duas colheres de sopa de azeitonas verdes picadas.

Use a imaginação nos recheios!

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

  • Refogar – no caso dos legumes significa fritá-los em gordura, em fogo baixo usando a panela tampada, mas sempre tomando cuidado para não adquirirem cor. No caso das carnes, refogar é cozinhar as mesmas em pouco líquido e de forma lenta, sem deixar que elas atinjam o ponto de fervura.
  • Carne descongelada – quando fizer alguma receita com carne moída, se esta não servir como ingrediente de molhos – molho bolonhesa, por exemplo – evite colocá-la congelada ou semi-descongelada na panela, porque ela vai liberar ainda mais água. No caso do Bolo Salgado o recheio de carne precisa estar bem sequinho.
  • Frango desfiado – o frango é desfiado na mão mesmo. Quando for levá-lo à fervura coloque um tablete de caldo de frango na água, para dar sabor à carne, deixando-a ainda mais gostosa.
  • O tomate – use tomates bem vermelhinhos. Aos marinheiros de primeira viagem um alerta: não se usa todo o fruto. As sementes são descartadas. Corte o tomate em quatro partes e, com uma faca, retire a parte central e as sementes. Um molhinho rápido do tomate consiste em: bater o miolo rapidamente no liquidificador e, em seguida, misturar sal, azeite e, se desejar, um pouquinho de orégano. Fica bom para acompanhar aperitivos, passando na torrada ou para molhar salgadinhos neste molho.
  • Xícara de Chá – as medidas são um grande problema na cozinha da maioria das pessoas. Eu também vivo me perdendo com isso, mas, para facilitar minha vida, comprei um dosador, que é um recipiente igual uma caneca grande com marcações para líquido, farinha e açúcar. Uma xícara de chá equivale a 240ml de líquido, 120g no caso de farinha, 200g no caso de manteiga e 180g no caso de açúcar. No caso dos líquidos, para ajudar, uma xícara de chá é o mesmo que 16 colheres de sopa.

Dica:

Este bolo salgado também é uma boa pedida para quando você der um jantar em sua casa. Sirva-o como petisco antes da refeição principal, enquanto os amigos aguardam. Corte em pedacinhos pequenos e coloque em uma bandeja, e ponha em volta umas folhinhas de salsa para enfeitar.

Curiosidades:

Na Itália, servir aperitivos antes das refeições principais é uma tradição milenar, praticada desde a antiga Roma. Os aperitivos lá – e os italianos iam se deliciar com esse singelo Bolo Salgado – são chamados de antipasti, do latim ante pastum, que quer dizer “antes da refeição”. Na França os aperitivos que antecedem as refeições são chamados hors d’oeuvre. Traduzindo: “antes da obra”.

Por isso, caros amigos, façam a linha. Sirvam uma entrada antes de um jantar na casa de vocês. Seus amigos ficarão com uma ótima impressão.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: