Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cachorro quente’

Cachorro quente é o típico lanche para comer quando a preocupação com a balança está longe. É também nesse sanduíche que a maioria das pessoas pensa quando vai receber uma visita informal em casa.

E o que falar então daquela festinha de aniversário feita em cima da hora na casa de um amigo? Ou então naquela comemoração de fim de ano da empresa? Da próxima vez, ao invés de levar o cachorro quente convencional, com o molho dentro do pão, leve este que Cuisinez Fácil apresenta hoje. Assado ele também fica muito gostoso, e, ao invés do pão, você utilizará uma massa feita por suas próprias mãos.

Vive la bonne cuisine!

joa

Imagem: Joannes Lemos

Cachorro quente de forno: para a alegria geral da galera


Tire da despensa:

Para a massa

4 ovos

3 xícaras de chá de leite (cerca de 720ml)

1 xícara de chá de óleo (cerca de 240ml)

3 xícaras de chá de farinha de trigo (cerca de 360g)

1 colher de sopa de fermento em pó (o famoso pó Royal)

1 colher de sopa bem cheia de margarina ou manteiga

Sal

Para o recheio

1 cebola picadinha

1 dente de alho

3 tomates picados e sem semente

½ xícara de chá de molho de tomate pronto

500g de salsicha picada

½ xícara de chá de salsinha

4 colheres de sopa de azeite

1 tablete de caldo de carne

3 colheres de sopa de farinha de rosca

3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado

Mão na massa:

Para facilitar, primeiro prepare o recheio. Em uma panela aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho. Depois de uma leve dourada acrescente o caldo de carne e dissolva. Feito isso acrescente os tomates picados, o molho de tomate e a salsicha e deixe cozinhar rapidamente. Quando desligar o fogo acrescente a salsinha já picada.

Agora prepare a massa do cachorro quente. No liquidificador, coloque os ovos, o leite, o óleo e o sal. Bata por um breve tempo. Numa tigela coloque a farinha de trigo e o fermento. Junte a este composto o conteúdo do liquidificador e mexa bastante. Mexa bastante, acrescente o fermento em pós e mexa mais um pouco.

Unte uma forma com manteiga e polvilhe nela um pouco de farinha. Coloque metade da massa, por cima da massa coloque todo o molho de salsicha – espalhando bem – e por fim cubra com o restante da massa. Misture a farinha de rosca com o queijo parmesão ralado e jogue por cima da massa. Leve ao forno pré-aquecido a 190° por cerca de 40 minutos. Quando retirar espere esfriar um pouco para cortar em pedaços. Se cortar logo depois de tirar do forno ele pode dspedaçar.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

Confesso que está cada vez mais difícil colocar alguma coisa no glossário, porque o grau de dificuldade desta receita é quase zero. Mas, para não ficar em branco, sim, vocês podem utilizar cebola e alho vendidos prontos. E sobre os ovos é aquilo já dito antes aqui neste blog: quebre cada um em um recipiente separado e só depois coloque junto aos outros ingredientes. Porque vai que numa quebrada você coloca um ovo podre sem perceber, não é?

Dicas:

Se você não quiser rechear com salsicha coloque frango desfiado ou calabresa cortadinha. A receita não será um cachorro quente propriamente dito mas ficará tão bom quanto. Você também pode acrescentar outros ingrediente no molho, como milho verde e azeitonas. Use a imaginação!

Curiosidades:

Quando se fala em cachorro quente logo se lembra da salsicha. As informações sobre a origem do produto são divergentes. Uns contam que a salsicha surgiu em Frankfurt, na Alemanha, em 1484. Outras informações dão conta de que o produto surgiu bem depois, no final do século XVII no mesmo país.

Da mesma forma não se sabe ao certo a data exata de quando surgiu o cachorro quente. Alguns historiadores mencionam que o sanduíche foi criado por um comerciante alemão que morava nos Estados Unidos ainda no século XIX, por volta do ano de 1860. As informações podem ser incertas, mas que a guloseima é boa, isso é inegável.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: