Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘massa’

O verão se foi, mas o calor continua. Aqui em São Paulo, apesar das reclamações de alguns, até que a temperatura está mais amena (opinião de um capixaba acostumado com dias bem mais quentes). Mas para os amigos do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e, ainda, aos leitores de outras localidades que por ventura vierem a visitar esta página, o calor vai continuar nos próximos meses firme e forte.

Por isso, nada mais indicado do que apresentar uma receita leve, saudável, gostosa e que é a cara do nosso Brasil, com um colorido que enche os olhos. Hoje, Cuisinez Fácil traz ao seleto grupo de leitores uma deliciosa e apetitosa Torta Trançada de Frutas, receita apresentada no programa da Ana Maria Braga e que eu quero compartilhar com todos. Vi, fiz, gostei e recomendo, pois é facílima de preparar.

Vive la bonne cuisine!

joa

Imagem: Joannes Lemos

Torta Trançada de Frutas: gostosura que não vai interferir na balança


Tire da despensa:

2 maçãs verdes sem casca cortadas em cubinhos

3 pêssegos cortados em cubos médios

1 manga sem casca cortada em cubos

150g de morango cortados em 4 partes cada (pode ser substituído por amoras)

1 colher de sopa de suco de limão

5 colheres de sopa de açúcar

4 colheres de sopa de farinha de trigo

Para a massa que cobre a torta:

150g de farinha de trigo (que corresponde a uma xícara de chá e mais um cadinho)

2 colheres de sopa de açúcar

3 colheres de sopa de manteiga gelada (de preferência sem sal)

3 colheres de sopa de água gelada

1 gema para pincelar

Açúcar a gosto para polvilhar por cima

Mão na massa:

Numa tigela coloque todas as frutas picadas, junte uma colher de sopa do suco de limão, as cinco colheres de sopa de açúcar e as quatro colheres de farinha de trigo. Misture tudo com a mão mesmo (bem lavada, é óbvio) e depois transfira tudo para um refratário (parecido com o da foto, mais ou menos nas medidas 27 cm x 16cm). Reserve.

Em outra tigela coloque os 150g de farinha de trigo, as duas colheres de sopa de açúcar e as três colheres de sopa de manteiga e faça uma farofa com as mãos. Junte as três colheres de sopa da água para dar liga e amasse bem. Numa superfície lisa (pode ser a base de granito da sua pia) coloque a massa entre dois sacos plásticos e, com a ajuda de um rolo vá abrindo até ficar com uma espessura fina (mas não fina demais). Corte essa massa aberta em quadradinhos, mas não se preocupe com a simetria desses quadradinhos.

Cubra o refratário – que já está com as frutas – com os quadradinhos, e também não precisa ficar todo espaçado simetricamente não, pode ser espalhado grosseiramente. Pincele a gema na massa e depois jogue açúcar a gosto por cima. Leve ao forno pré-aquecido a 200º por aproximadamente 25 minutos, ou até que você perceba que ficou dourado por cima – vai depender do seu forno.

A Torta Trançada de Frutas é servida quente com uma bola de sorvete de creme do lado. O calor da torta derrete o sorvete e, o resto, nem precisa falar. Fica muuuuito bom! Se desejar, coloque umas folhinhas de hortelã para enfeitar. Na falta de hortelã eu usei uma folha de manjericão, mas só para enfeitar, é claro. Comer manjericão com sorvete definitivamente não rola.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

Maçã – quando se pica a maçã e a deixa esperando até que, enfim, seja usada, ela ficará escurecida. Para evitar que isso aconteça, pique primeiro as outras frutas, para só depois misturar tudo. Mas, se você esquecer e picar a maçã primeiro não se preocupe: mergulhe a fruta em uma tigela com água, até o momento do uso.

Saco plástico – de preferência aquele que se compra em rolos para embalar alimentos. Na falta dele, use uma sacola de plástico, tomando o grande cuidado de higienizá-la antes.

Refratário para assar – dê preferência para os de porcelana (aquele branquinho por fora e por dentro, igual ao da foto) ou então use as famosas Marinex, Duralex e outras ex.

Dicas:

Nesta receita você também pode variar um pouco, podendo usar outras frutas, como: goiaba, uva, ameixas sem caroço, banana e, ainda, pode jogar no meio da massa de frutas uns grãos de amendoim, avelã ou nozes.

Se você não quiser saborear esta torta como uma sobremesa, dispense o sorvete e coma à tarde com um chá bem quentinho.

Curiosidades:

Em tempos remotos, quando o açúcar ainda não existia, era comum nas mesas dos nobres e também da plebe – quando essa podia se dar ao luxo, ou seja, quase nunca – servir doces sempre à base de frutas. Eram elas que adocicavam a boca. Costumava-se usar frutas bem madurinhas. Mas logo depois que foi produzido o açúcar era demasiadamente caro, e as frutas continuaram como as estrelas de muitas sobremesas. Ainda bem!

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: