Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘orégano’

Tem coisa melhor nessa vida do que fazer algo bem flash na cozinha? Nada melhor do que abrir a geladeira e ver aquela batata enorme dando sopa (ops, não pense que hoje vai rolar receita de sopa, foi apenas um trocadilho). É por isso que Cuisinez Fácil vai dar hoje uma receita super-mega-hiper-ultra básica com batatas. Aliás, a receita só leva batata, nada mais. Por isso, não pegue caneta e papel porque nem será preciso.

Vive la bonne cuisine!

iutu

Imagem: Joannes Lemos

Batata assada: boa dica de acompanhamento



Tire da despensa:

Batatas (à vontade)

Manteiga (à vontade, depende de quantas batatas vai usar)

Sal

Farinha de rosca

Orégano (opcional)

Mão na Massa:

Descasque as batatas e faça ranhuras no sentido da largura (mas cuidado para não cortar a batata ao meio). A ranhura deve ir mais ou menos até a metade da profundidade das batatas. Lave-as e as enxugue. Coloque a manteiga num pratinho e derreta no micro-ondas. Eu usei três colheres de sopa bem cheias de manteiga para assar três batatas.

Coloque as batatas numa forma untada, lambuze cada uma com manteiga (mas reserve um pouco para lambuzar mais adiante). Leve-as ao forno e deixe assar a 250°C por 35 minutos. Retire (e deixe o forno ligado), jogue farinha de rosca por cima de cada uma, coloque a manteiga derretida que restou, salpique sal ao seu gosto, e, se quiser, salpique também orégano. Volte as batatas pro forno e deixe assar por mais 10 minutos. Elas sairão coradinhas como na foto.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos (requentado de outro post):

Batatas – deve-se tomar cuidado ao comprar batatas. Não compre aquelas que contêm nódulos, partes murchas, manchas verdes ou pretas. Aquelas que estão com brotos estão velhas. Dispense-as. Quando guardá-las, evite colocar na geladeira, priorizando locais secos, como um cesto de verduras. Quando você descasca a batata e demora a usar a tendência é que ela fique escura, por causa da oxidação da vitamina C. Para evitar que isso ocorra, coloque-as em um recipiente com água no caso de descascar e não usar logo.

Dica:

Sirva essas batatas básicas como acompanhamento de um maravilhoso arroz branco e uma carne de sua preferência. Ela combina com tudo: carne assada, um franguinho, peixes (principalmente um bacalhau), etc.

Curiosidades:

A batata é originária do Peru, onde foi cultivada desde eras imemoriais pelo povo inca, sendo chamada de “papa” na língua quíchua. Ainda em nossos dias, nos países andinos, produzem-se e comercializam-se mais de 200 variedades diferentes de batatas. Mon Dieu!!

Read Full Post »

Para enganar a fome, para servir como aperitivo ou para ser feito num momento de extrema pressa. Este singelo sanduichinho que Cuisinez Fácil apresenta hoje cai muito bem nas ocasiões apresentadas logo acima, mas, principalmente, é uma ótima pedida para aquele happy hour organizado de última hora em sua casa. É claro que provavelmente você não terá alguns ingredientes em sua despensa – porque não costumam ser de uso diário – mas em compensação são fáceis de encontrar ou substituir.

Vive la bonne cuisine!

Imagem: Joannes Lemos

Sanduichinho: ótima pedida para um happy hour improvisado


Tire da despensa:

Mini pães franceses (o famoso pão de sal dos capixabas)

Folhas de manjericão

200g de linguiça portuguesa ou calabresa (ambas defumadas)

Catchup

Mostarda (opcional)

Orégano (opcional)

Mão na Massa:

Coloque a linguiça numa assadeira, leve ao forno pré-aquecido a 200 graus e asse por uns 20 minutos, virando quando completar dez minutos de forno. Retire e corte em fatias. Corte os pãezinhos e passe dentro de uma banda um pouco de catchup e na outra banda um pouco de mostarda (caso queira utilizar). Se usar orégano polvilhe um pouco dentro do pão. Coloque umas duas fatias de linguiça no pão e para finalizar uma folha de manjericão. Simples assim.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

Manjericão – tradicional ingrediente da pizza Margherita, o manjericão é uma planta muito frágil à temperatura alta. Então não coloque a folha juntamente com a linguiça muito quente, porque ele pode murchar. Espere a linguiça esfriar um pouco, afinal, esse é um sanduíche servido em temperatura ambiente.

uFoto do meu pezinho de manjericão

po

Dicas:

Se você não gosta de sabor picante então não utilize a linguiça portuguesa, porque ela é levemente apimentada. Se não quiser usar nem a portuguesa nem a calabresa, pode trocar por mortadela tipo bologna (aquela apetitosa). Mas não dispense o manjericão, pois ele dá um sabor todo especial ao seu sanduíche. Se fizer esta receita para um happy hour improvisado não deixe de comprar a cervejinha, cai muito bem.

Aqui em São Paulo é comum encontrar mini pães franceses congelados em supermercados. É só assar e comer quentinho. Mas se você não conseguir comprar o mini pão francês nem congelado e nem já assado, então use o de tamanho normal, dividindo-o ao meio para fazer dois sanduichinhos.

Curiosidades:

Ótimo para facilitar a digestão o manjericão é nativo da Índia, e por lá é cultivado como planta sagrada. Uma das mais importantes ervas da culinária, o simbolismo do manjericão está espalhado pelo mundo, sendo usado pelos gregos ortodoxos em rituais religiosos. No interior do México é usado como talismã do amor. Além de apetitosas e saborosas, as folhas do manjericão também são as protagonistas quando o assunto é decoração de pratos.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: