Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \27\UTC 2011

Hummmm! Criatividade é o que não falta na Republiqueta das Bananas para criar receitas com esta fruta, que é tão marcante das nossas terras, mas que é originária do sudeste asiático. Tão essencial em nossa dieta diária de nutrientes, a banana é hoje a protagonista de uma receitinha deliciosa e que foge da trivialidade das receitas que não levam frutas na composição. Vamos à receita??

Vive la bonne cuisine!

joa

Imagem: Joannes Lemos

Merengue de Banana: vale a pena ganhar calorias por esta delícia!



Tire da despensa:

Seis bananas
Um copo de leite
200 ml de creme de leite (de latinha)
Uma lata de leite condensado
Três ovos
Seis colheres de açúcar
Uma xícara (café) de água
Uma colher (sopa) de amido de milho
Cinco gotas de suco de limão

Mão na Massa:

O preparo desta receita é dividido em partes. Primeiro prepara-se o doce de banana, depois o creme e, em seguida, o suspiro que vai por cima. Então, como diria o esquartejador, “vamos por partes”:

Preparo do doce de banana:
Em uma panela, derreta quatro colheres de açúcar, acrescente a xícara de água (a famosa calda de açúcar). Em seguida, adicione as bananas cortadas em rodelas e deixe cozinhar até virar quase uma geléia. Para quem não está habituado a derreter o açúcar, não se espante! Quando a água entrar em contato com o açúcar derretido vai sofrer um choque térmico e tudo ficará “duro” novamente. Mas, depois de uns minutos e paciência, será formada uma calda novamente. Reserve.

Preparo do creme:
Em outra panela coloque o copo de leite, o leite condensado, a colher de amido de milho e três gemas. Reserve as claras. Leve esta mistura ao fogo brando mexendo sempre até engrossar.

Preparo do suspiro:
Bata as três claras em neve firme, acrescente aos poucos duas colheres de açúcar restantes. Coloque as cinco gotas de limão e continue a bater até ficar bem firme.

Montagem do merengue de banana:
Despeje o creme numa forma refratária, cubra com o doce de banana e depois despeje mais uma camada do creme. Espalhe por cima o suspiro e leve ao forno apenas para dourar. Sirva gelado.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

  • Claras em neve – separe cuidadosamente as claras das gemas. Se observar um pedacinho amarelo sequer entre as gemas tente retirar, pois pode atrapalhar a chegar ao ponto de neve. Uma dica é separar uma clara por vez em uma xícara, transferindo em seguida para a vasilha onde vai batê-las. Bata com o batedor de arame num ritmo rápido, mas não muito intenso, de modo que permita que as claras recebam ar. Bata em ritmo circular e vertical, ou seja, girando em movimento de cima para baixo.
  • Caramelizando o açúcar (calda de açúcar): o preparo requer cuidado, pois no caso desta receita não se está usando água, então o risco de amargar o caramelo é maior. Se preferir, faça a calda pela maneira mais tradicional. Numa panela, leve somente o açúcar ao fogo e deixe derreter até ganhar a cor dourada. Depois acrescente aos poucos a quantidade de água indicada na receita, mexendo sempre até o açúcar se dissolver. A proporção ideal é, para cada xícara de açúcar, 1/4 de xícara de água. Lembre-se de que, quanto mais cozinhar, mais grossa ficará a calda.

Dica:

Sirva este merengue acompanhado de um chá verde.

Curiosidades:

Na cozinha e na confeitaria, as frutas são geralmente subdividas em cinco grupos, levando em consideração o sabor e o tipo de utilização. Assim, a banana é encaixada no grupo das frutas doces, por ter alto teor de açúcar. Nos tempos antigos, os homens levavam à mesa o sabor doce principalmente por meio de frutas maduras. E, na certa, a banana era usada frequentemente para adoçar o preparo de algumas sobremesas.

Faça também:

CUISINEZ FÁCIL: Delícia Gelada de Uva

Read Full Post »

Carnaval é época de cair na folia e consumir muuuita caloria. Mas é também tempo de ficar em casa curtindo um bom filme, dormindo além da conta e, quem sabe, dar uma olhadinha nos desfiles das escolas de samba do Rio e Sampa na TV. Foi pensando em tudo isso que Cuisinez Fácil apresenta hoje uma receita fácil fácil, já que este é o mote do blog. Vamos à receita.

Vive la bonne cuisine!

Joa

Imagem: Joannes Lemos

Cream Cheese de Carnaval: caia na folia de barriga cheia


Tire da despensa:

Um pão italiano

3 colheres de sopa de maionese

200g de Cream Cheese

Orégano (opcional)

Dois talos de cebolinha picadas grosseiramente

1 cebola grande cortada em rodelas

1 colher de manteiga

Meia caixinha de creme de leite

Mão na Massa:

Derreta uma colher de sopa de manteiga em uma frigideira. Acrescente a cebola cortada em rodelas e deixe refogar até ficar levemente transparente. Junte o Cream Cheese e a maionese e mexa bem para os ingredientes se incorporarem. Acrescente a cebolinha picada e desligue o fogo. Leve todos os ingredientes ao liquidificador e junte a eles o creme de leite. Bata bastante. Coloque em um recipiente e está pronto para servir.

Bon appétit!

Glossário para iniciantes perdidos:

Refogar: no caso dos legumes significa fritá-los em gordura, em fogo baixo usando a panela tampada, mas sempre tomando cuidado para não adquirirem cor. No caso das carnes, refogar é cozinhar as mesmas em pouco líquido e de forma lenta, sem deixar que elas atinjam o ponto de fervura.

Dica:

Esse creme fica uma delícia com o pão italiano. Mas você também pode consumi-lo com uma torradinha ou em outro pão de sua preferência, ou ainda passando vegetais frescos no creme, como cenoura ou pepino cortados em tiras. Comer tomando uma cervejinha preta fica um espetáculo!!

Curiosidades:

Existem referências na França ao Cream Cheese de 1651, época em que este tipo de queijo teria surgido segundo estudiosos. Já o primeiro Cream Cheese norte-americano teria sido feito em 1872 pelo leiteiro americano William Laurence.

Faça também:

CUISINEZ FÁCIL: Carne de Panela

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: